Motivação

Porque as questões de género existem e fazem a diferença, porque mesmo nas comunidades/grupos LGBT a socialização no espaço público se faz maioritariamente no masculino; basta ver um guia LGBT de Lisboa ou Porto e verificar que a esmagadora maioria dos locais identificados são claramente mais inclusivos de gays do que de lésbicas.

As mulheres num relacionamento afetivo/sexual com outras mulheres têm falta de espaços de convívio diversificados e em quantidade que lhes proporcionem a socialização que lhes falta nos contextos diários.

No projeto ‘Creating landscapes’ investiguei o impacto da participação pública, através de mapas colaborativos online, na promoção da qualidade de vida das lésbicas. O projeto atual ‘LES friendly’ pretende dar continuidade à utilização de mapas colaborativos em ambiente online para a promoção de um espaço público mais friendly para as mulheres num relacionamento afetivo/sexual com outras mulheres.

Eduarda Ferreira

Anúncios